quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Brasil, um país pra poucos!



Ao longo desses meses, muita coisa foi dita pela imprensa e redigida aqui no Blog. Talvez, bater na mesma tecla sempre, deixe a leitura cansativa e por isso, as estatísticas da leitura nunca foram tão fracas. As pessoas se cansaram das opiniões expostas aqui, das verdades, ou das dúvidas descritas nessas linhas? Não se sabe. Portanto, qual utilidade pública, ter uma ferramenta dessas e deixar de acreditar que as pessoas ao lerem qualquer coisa aqui, não exercitem a crítica, o raciocínio sobre o dia a dia em que se vive? Não desistir por conta da pouca leitura. Pra frente que se deve andar, e estar cheio de esperança, quem sabe,  ao menos, deixar uma pessoa refletindo sobre o que foi escrito.
Caso não queira mais escrever, peço licença humildemente e fecho este blog e deleto tudo que escrevi, pra sempre. Talvez, o objetivo principal nunca tenha sido alcançado e eu estaria me iludindo este tempo todo.
Quem acredita que farei isso, realmente não me conhece. Não sou de desistir fácil. Não quero que o meu blog esteja no concurso de top's blogs. Primeiro: Por que não escrevo para isso. E segundo: um blog que só ataca o governo e os brasileiros não deve ser muito popular mesmo.
Mas, quem acompanha os noticiários e as decisões judiciárias, devem saber que o bicheiro Carlinhos Cachoeira foi solto ontem, depois de 9 meses preso. Não sei o restante da população, mas pra mim, o julgamento do Mensalão, conseguiu abafar este caso. O circo foi muito bem armado. Alguns textos mais antigos foi citado que tudo iria começar justo na época que o então, bicheiro, disse que iria colocar a "boca no trombone". Calaram Cachoeira e ele saiu da mídia e dos jornais. O STF estava julgando finalmente o maior crime de corrupção cometido no Brasil. Este espetáculo teve vários atos, os melhores, de maior ibope, foram aqueles estrelados pelo Min. Joaquim Barbosa e Min. Ricardo Lewandowski, essas mereciam, cenas da novela das 20 horas de Gilberto Braga. Só ele conseguiria escrever um script à altura dos atores principais. A população acompanhou tudo. Todos os atos do espetáculo, todas as cenas da novela e esqueceram que um elemento importante para desbaratar o PT estava prestes a falar tudo que sabia.
Enfim, José Dirceu foi condenado e não terá cela especial e tantos outros levaram seu quinhão de sentença penal. O presidente Lula? Este aprendeu com Paulo Maluf, o Mensalão nunca existiu! 
E para aproveitar o fim deste teatro, Cachoeira consegue sua liberdade, e os brasileiros continuam sem o raciocínio político lógico suficiente para entender tudo isso.
E vamos fechar os olhos, pois Carlinhos Cachoeira irá escrever as cenas para o próximo espetáculo deste circo dos horrores, chamado, BRASIL!


sábado, 3 de novembro de 2012

Luto pela Segurança de São Paulo








Hino da Polícia Militar de São Paulo

SENTIDO! FRENTE , ORDINÁRIO, MARCHA!
FEIJÓ CONCLAMA, TOBIAS MANDA
E, NA DISTANCIA, DESFILA A MARCHA
- NOVA CRUZADA, NOVA DEMANDA:
UM SÓ POR TODOS, TODOS POR UM
DOS CENTO E TRINTA DE TRINTA E UM:
LEGIÃO DE IDEALISTAS
FEIJÓ E TOBIAS
LEGARAM - NA AOS SEUS,
TORNANDO-OS VIGIAS
DA LEI, E PAULISTA:
"POR MERCÊ DE DEUS"
HEL LOS QUE PARTE, NA PAZ, NA GUERRA
- BRASIL IMPÉRIO, BRASIL REPÚBLICA-
SEUS PASSOS DEIXAM, FUNDO NA TERRA
RASTROS E RAIZES, É A FORÇA PÚBLICA
MULTIPLICANDO POR MIL E UM
OS CENTO E TRINTA DE TRINTA E UM
LEGIÃO DE IDEALISTAS
FEIJÓ E TOBIAS
LEGARAM-NA AOS SEUS,
TORNANDO-OS VIGIAS
DA LEI, E PAULISTAS:
"POR MERCÊ DE DEUS"
MISSÃO CUMPRIDA EM CAMPOS DAS PALMAS
LAGUNA, HEROISMO NA "RETIRADA"
GLORIAS EM CANUDOS, E DE ARMAS EM ALMAS,
AO NOSSO JULHO DA CLARINADA
SOBRE AS ARCADAS VÊM UM A UM
OS CENTO E TRINTA DE TRINTA E UM
LEGIÃO DE IDEALISTA
FEIJÓ E TOBIAS
LEGARAM-NA AOS SEUS,
TORNANDO-OS VIGIAS
DA LEI, E PAULISTA
" POR MERCÊ DE DEUS"

As estatísticas chegam ao conhecimento da sociedade como a bala perfurando coração, crânio de pessoas de bem, que arriscam suas vidas para deixar-nos seguros de alguma forma.
A corrupção existe em todos os setores, até dentro de uma Igreja Católica ou de um Templo Evangélico. Por conta disso, na polícia militar não poderia ser diferente. Neste caso, não é o orgão público que é corrupto, e sim, aqueles que compõem a organização. 
Mas, hoje, os jornais anunciam a morte de mais de 80 policiais em São Paulo. Uma estatística que assusta. Agora é torcer para que, o prefeito eleito, tenha um plano para acabar com esta chacina dos militares paulistas.
No entanto, não adianta tapar o sol com a peneira, deve-se fazer uma investigação criteriosa dentro da própria polícia. Quem está dando o nome dos policiais em ação contra o tráfico de drogas? Como os bandidos sabem que as pessoas num dia de folga, ou passeando com seu cão na calçada de sua casa, são policiais que estão de folga?
Daqui há pouco, a segurança deve ser garantida com um toque de recolher. Deixando as forças armadas tomarem conta das ruas da Avenida Paulista ou às margens do Ipiranga. Ah, e por falar em Ipiranga, que saudade daquela época da Independência ou morte. Hoje, só é cenário para Dependência(crack) E Morte(policiais)
O que esperar do PT naquela cidade? Será que terão condição de acabar com essa onda de violência? Ou será que não irão enxergar o que está acontecendo? Afinal de contas, foi crime, eles nunca sabem de nada.
O país de Dilma está um caos. A segurança está ficando cada vez mais precária, assim como o desemprego, a saúde. E as pessoas ainda acreditam em Bolsa Família?
Nessas horas, o mais sensato a se fazer é recorrer à Fé. Pois, para proteção, não temos mais a polícia, agora devemos recorrer à proteção DIVINA, pois a humana está se tornando raridade.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Acendeu a luz na prefeitura de Fortaleza


As eleições, finalmente acabaram. 
Época difícil para os eleitores. Mas, necessária. 
A necessidade de raciocinar, de pesar opiniões. De analisar o antes e o depois de um governo, desgovernado. O povo cearense, não poderia ter dado resposta melhor. Para uma prefeita demagoga. Despreparada e cheia de si, pois para quem declara que elege até um poste de luz, é pisotear demais naqueles que acreditaram nas campanhas eleitorais dela. A falta de respeito destacado junto com a bandeira do PT (Partido dos Trambiqueiros).
O bordão do Deputado Federal, mais bem votado no Brasil, o palhaço Tiririca que diz: " - Pior que está não fica!" Tornou-se um grito de renovação. Ah, o candidato do governador, o então prefeito, Roberto Cláudio, sujou sua imagem de sangue, depois que os professores foram agredidos na Assembléia Legislativa? Ok. Talvez, tenha tomado uma péssima decisão ao deixar que o Batalhão de Choque fosse conter os nossos mestres, que só reivindicavam melhorias. Mas, vem cá! A ex prefeita em seu primeiro mandato, errou? Quem viu esta cidade antes da Petista e depois da Petista pode dizer que a cidade está impecável? Mesmo errando no seu primeiro mandato o povo foi lá e votou novamente. Talvez, não satisfeitos com o nível de sofrimento. Se deram chances para ela. Por que não dar chance ao candidato à prefeito? Por que não acreditar que Roberto Cláudio irá fazer aquilo que ela não fez? Por que não deixar que Fortaleza saía desse buraco que se meteu?
Talvez medo do partido da direita, mas desde quando PSB é um partido da direita? Pelo que sei, Partido Socialista Brasileiro, tem algo em comum com partido da esquerda. O PT (Partido dos Trambiqueiros) é mais da direita que PSDB E PMDB juntos! Sim, pois, quem gosta de mensalão não são os políticos da direita!
Que o amarelo do sol brilhe na Cidade Desposada e nos Verdes Mares. 
Que a população, finalmente enxergue, depois de anos na escuridão. Pois, os postes sem luz, agora irão permanecer sem luz, por longos anos.

sábado, 6 de outubro de 2012

Eleições e a dificuldade em acertar

Amanhã é dia de eleição municipal,  muitos meses de horário político, de carreatas, de brigas políticas, acusações e cidade sujas.
Ah, se aparecesse um candidato que fizesse uma campanha 100% online eu votaria nele, pois andar numa cidade suja, cheia de cartazes de candidatos espalhados em muros, em postes e até em viaduto não dá uma impressão muito legal. O candidato fala em meio ambiente e é o primeiro a sujar a cidade com papel. Vai entender.
Bem, enquanto não chega um candidato com a real consciência ecológica para conquistar meu voto, vou tentando acertar nos meus candidatos. Acredito que a palavra certa seja: ACERTO. Dou uma credibilidade aos brasileiros que sempre tentam acertar em seus candidatos e por isso não anulam seu voto e não deixam em branco.
Confesso que exercer o voto não é uma coisa tão fácil, visto que, durante tantos anos, tantos candidatos surgem neste caminhar político, com tantas promessas, propostas, que o povo já é tão sofrido que acredita realmente que aquele cidadão irá fazer tudo o que está dizendo. Mas, para os mais críticos, fica fácil notar que não passam de embusteiros políticos.
Em minha cidade, acho interessante um candidato falar que caso seja eleito irá disponibilizar tablet's nos colégios. Como assim? Quer dizer que engendrar jovens no mundo tecnológico é a saída para a carência do setor público? Quer dizer que estimular os jovens a ler não será mais uma plataforma política viável? Ou então, aumentar o acesso à leitura, barateando custo dos livros não é uma solução para os jovens alienados? Ah, não! Realmente o melhor é disponibilizar tablet's em colégios pois assim fica mais fácil de manipular os futuros eleitores. Agora entendi! 
Ironias à parte, como acertar na votação de políticos que não possuem o real comprometimento com o povo? Ninguém percebe isso?
Outro candidato a prefeito criou coragem de se candidatar como candidato do governo, apoiado pelo governador petista, mesmo em época não muito distante, quando era presidente da Assembléia Legislativa mandou os policiais baterem nos professores grevistas. 
São tantas informações que devem ser colocadas na balança, porém, de todas elas, a mais importante é saber o passado político do candidato. 
A única coisa que espero é que as pessoas consigam acertar em um candidato a prefeito que esteja realmente preocupado com a melhoria da cidade.
A pergunta que não quer calar: SERÁ QUE REALMENTE, A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE, OU É A ÚNICA QUE MORRE?

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Impecheament 20 anos depois


Lembro-me como se fosse hoje, o dia 29 de Setembro de 1992, acompanhei, assim como a maioria dos brasileiros aquele dia transmitido para todo Brasil, voto de cada um dos parlamentares. Parecia dia de final de Copa do Mundo Brasil x Itália ou Brasil x Alemanha. Mas na realidade, seria BRASIL X CORRUPÇÃO. 
Os brasileiros realmente estavam cansados, sentiam-se traídos pelo caçador de marajás, como Collor era conhecido na época de sua campanha eleitoral. Aliás, dizia em seus comícios que este seria seu maior objetivo, mal ele sabia que o feitiço, virou contra o feiticeiro. Afinal, depois da declaração de sua ex esposa, de que realmente, Collor era adepto da magia negra, este ditado, nunca fez tanto sentido. O feitiço virou contra o feiticeiro, pois não tem ritual macabro que consiga derrubar uma sociedade forte e unida, contra a corrupção.
Collor elegeu-se com uma imagem de jovem que iria salvar a sociedade da época e acabou saindo do governo como um dos maiores vilãos que o país já conheceu.
Porém, quem disse que seria o único, ou seria o último? Poderia fazer desta postagem a postagem de aniversário do Impecheament, mais decidi lembrar que este seria um ato cívico que deveria voltar a ser praticado mais vezes pelo povo.
Principalmente, quando perceberem que  grandes "marajás" estão sendo julgados e os governantes nada fazem, pelo contrário, negam que a campanha política que elegeu Luis Inácio, foi uma campanha obscura. Tão obscura quanto os ritos de magia negra que o ex presidente participava.
A sociedade aceitou que o Partido dos Trabalhadores colocasse uma venda em seus olhos. Hoje não enxergam que estamos vivendo em uma ditadura não declarada pelos socialistas liberais. Uma das quadrilhas mais bem organizada que Don Corleone não passaria de mero aprendiz. 
A população realmente acredita que depois de um mandato de 8 anos, de eleger sua candidata, e de colocar no Supremo Tribunal Federal ministros que são de sua confiança, o ex presidente Lula não esteja cercando o Brasil para fazer uma ditadura dos moldes vermelho e branco?
Observar as esmolas sociais que oferecem à população de baixa renda, baixa educação e cultura, para que não tenham a capacidade de reflexão necessária para impedir que outra traição, maior do que a do Collor seja feita.
Não sei até quando continuarão dormindo, só sei que o futuro do Brasil continua tão escuro e macabro como há 20 anos atrás.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A dificuldade do atleta estudante, em treinar somente com a Bolsa atleta.


A forma de se conquistar um povo, sem memória política, é iludí-lo com incentivos que estão longe de ser o bastante para resgatar a esperança da sociedade. Nunca na história do Brasil presenciou-se tantos projetos sociais, isso é fato. Bolsa familia, bolsa escola, bolsa atleta, vale gás. Mas, será o suficiente? Falando da Bolsa atleta especificamente fica dificil acreditar que o jovem atleta estudante, que ganha menos de R$400,00 por mês consiga ir para seus treinos e se preparar para competições. Falando do jovem de 15, 16 anos que quer sair do ócio, após uma manhã, ou uma tarde de estudos em seu colégio público e não tem interesse em ficar nas esquinas da sua casa, em uma comunidade na periferia, sendo convidado para cometer pequenos crimes, ou até mesmo se drogar. Um jovem que quer uma tênis melhor para ir correr na pista de atletismo da associação perto da sua casa, por falar em tênis, quanto seria um calçado profissional para esta modalidade olímpica? Um que não acabasse com as articulações, mais precisamente tornozelo e joelhos? Talvez, o mais barato fosse R$500. Onde está a bolsa atleta para este jovem, senhor Ministro dos Esportes? Estaria sendo empregado em algum parque aquático, como o Maria Lenk no Rio de Janeiro, que após os jogos Pan Americanos de de 2007, ficou entregue às traças e ao lodo das águas profundas da piscina olímpica? Como acreditar em um governo que incentiva o esporte desta maneira? Alguém acredita? Os atletas que não conseguiram patrocínios de empresários, de clubes, acreditam?
O jovem que vai treinar somente com sua merenda escolar, descalço e a pé, torna-se merecedor não somente de uma medalha olímpica, mais de um troféu de Honra ao Mérito. Mas, esse mérito, seria interpretado como seu próprio esforço, sua garra e determinação, que debaixo de sol e chuva estaria ali, na pista de atletismo mal conservada, correndo, diminuindo seu tempo e sonhando com sua vez de ir para grandes competições. Quem sabe um "olheiro" dos esportes?
Agora indo para mesa de um jovem atleta, que necessita de uma dieta balanceada, quantos quilos de carne consegue comer à cada 15 dias? Quilos? Como assim quilos? Pode ser gramas? Talvez gramas seja a realidade de cada um deles. Existem deles, que conseguem se alimentar melhor, quando vão para casa de algum parente e conhecido, pois na sua geladeira mesmo, encontra-se a muito custo algumas gramas de carne de segunda, ovos e enlatados em geral. E a alimentação balanceada desde café da manhã à ceia, estaria dentro deste orçamento de R$370? Para os jovens do eixo Rio-São Paulo, que são as capitais que possuem a cesta básica mais cara do país? Senhor Ministro do Esporte, mais uma vez se equivocou. Eles não conseguem se alimentar bem antes de irem treinar.Porém, quem sabe estes atletas também possuam um Bolsa Família? Soma-se tudo e verifica-se quantos irmãos tem e quem sabe, consegue tirar um dinheiro para alimentação e para o transporte de todos os dias de treino? Ah, lembremos que a família do assassino de alta periculosidade ganha R$915 da Previdência. Realmente, a família de um assassino possui requisitos para receber mais do que um jovem estudante atleta que não quer cometer o mesmo crime para que sua mãe e seus irmãos recebam este valor.
Antes de achar que o governo pensa realmente na população, é melhor pedir não uma bolsa de qualquer coisa, mais um saco de papelão para colocar no rosto, de tanta vergonha da falta de vergonha na cara por ter eleito esses "incentivadores" do esporte.

sábado, 25 de agosto de 2012

Giro cultural na cultura de quem?



Cultura (do latim colere, que significa cultivar) é um conceito de várias acepções, sendo a mais corrente a definição genérica formulada por Edward B. Tylor, segundo a qual cultura é “aquele todo complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e aptidões adquiridos pelo homem como membro da sociedade”

Ao público desta cidade, grandes atrações gratuitas oferecidas pelo governo do Estado em inauguração de um dos maiores elefantes brancos que foram construídos na Terra do Sol. 
Centro de Eventos do Ceará que custou nada menos que a bagatela de R$486,51 milhões. Arrancados do  asfalto, da saúde, da educação, do esporte e da segurança pública, para se tornar tão somente o Centro de Eventos mais moderno do país. 
Agora, como havia escrito na postagem anterior, os buracos dos asfaltos, as pontes, os canais e viadutos sem proteção, os cearenses podem ficar.
E como comemorar, tudo isso, sem convidar pessoas ilustres, ministros do governo, politicáveis do PT, sem organizar um evento de grande porte como o show do grande tenor Plácido Domingo? Onde foi gasto tão somente R$ 3 milhões. 
Ou seja, soma-se tudo e percebe-se que o Governo do Estado do Ceará está realmente preocupado em promover a cultura do seu povo. 
Muitas pessoas quando souberam do show fechado do tenor espanhol perguntou: Quem é esse Plácido Domingo, afinal? As pessoas cada vez mais cultas e cientes do bom gosto musical existente no planeta.
Wesley Safadão e Xandy Avião, que o digam, afinal, eles sim são os detentores da música de melhor qualidade, com letras de fácil entendimento e de elevada sensibilidade, capazes de causar inveja em Tom Jobim e Noel Rosa. Wesley encantando suas fãs com suas madeixas bem cuidadas, embalando romances com letras como :  " Vai comer na minha mão, vai provar do que eu te der, se quiser meu coração, vai ter que beijar o meu pé..." Realmente, diante destas letras profundas e reflexivas com certeza Plácido Domingo torna-se apenas uma figura anônima e o companheiro musical de Solange, Xandy nas paradas de sucesso, cantando: "..eu quero ver, você correndo atrás de mim..." Fica fácil perceber que a sociedade está muito bem servida neste Giro Cultural, que serviu para enganar os sedentos de atenção, oferecida pelos governantes e principalmente pelo Secretário de Turismo.Nota-se claramente que estão preocupados em alavancar a economia deste setor. 
Mas o que adianta gastar tanto dinheiro nessas obras, se não oferecem a mínima condição, a miníma infraestrutura para que os turistas cheguem e não se espantem com a realidade das ruas? Os drogados, os assaltantes,as meninas de 10 e 12 anos nas esquinas prostituindo-se por um prato de arroz? 
Se bem que, a propaganda enganosa que chega ao velho continente, não está tão errada assim. Coloquem as brasileiras de biquine na praia, com seus atributos bronzeados e fica tudo bem! Coloquem as meninas cearenses em pose sensuais para fazer propaganda aos pedófilos internacionais e fica tudo bem! 
Não seria mais eficaz, ao invés de gastar essa quantia absurda, se preocupar em modificar a imagem da cidade lá fora? Para que assim o turismo seja bem visto? Os grandes empresários tenham interesse em investir na industria do Ceará? E assim, criar mais renda?
A grande cultura dos políticos do estado, está em vendar os olhos daqueles que não possuem a mínima noção do sentido amplo desta palavra.
E antes de mais nada, o povo deve exigir um Giro Cultural todos os dias e não apenas um dia, para fazer valer cada tostão empregada neste Centro de Eventos.


terça-feira, 14 de agosto de 2012

Carta ao governo do Ceará e à prefeitura de FURTALEZA.



FURTALEZA, 21 de Junho de 2012

Prezado Senhor e Senhora responsáveis por tudo isso aqui, esta carta ocultará nomes, mas, não permite anonimato. Meu nome estará ao final da mesma.
Não irei citar nomes, para evitar constrangimento, pois  revolta às vezes pode nos levar a isso.
Qualquer semelhança, naquilo que vou escrever, não é mera coincidência, neste caso será pura realidade.
Gostaria de lhes informar que muitos aplaudem o que fazem por esta cidade. Reconstruindo cartões postais, pontos turísticos  e até construindo novidades, como o que já estão fazendo com os preparativos para Copa do Mundo, a construção de um jardim japonês, em homenagem a "grande" comunidade nipônica do Estado,  que soma em média 880 asiáticos, a entrega de um metrô que estava roubando cofres públicos há bem mais de dez anos e ao final, a construção de um grande aquário. Com certeza, essas são benfeitorias indispensáveis à sociedade cearense.
Hoje, dia 21 de Junho dia do amigo, pessoas próximas a mim, estão de luto, choram e sofrem por conta de mais uma vítima ao descaso de vocês! Sim, digo descaso pelo fato de não estarem realmente preocupados com a segurança daqueles que acreditaram e foram enganados por vocês e os elegeram nas últimas eleições.
Quero lançar um desafio, de qualquer dia desses saírem de seus gabinetes, abandonarem seus carros de luxo e enfrentarem o trânsito caótico dessa cidade em um carro popular. Ou pode até ser um Renault Clio, para enfrentarem heroicamente um inferno às 7 horas da manhã em uma das ruas perto das obras do tão sonhado   e reformado "Castelão".
Será que conseguirão enfrentar buracos, condutores mal educados e a insegurança de passar por uma ponte sem proteção??
Qual problema em perceber que todos os rios poluídos e canais da cidade precisam de uma ponte segura com muro de contenção e proteção? 
Vocês andam pela avenida Aguanambi? Já olharam o estado do canal? Não?
Pois, faço questão de lembrá-los, de intimá-los a olharem.
Talvez um filho de vocês, um sobrinho amado,também possam despencar canal abaixo. Não por falta de habilidade na direção de nenhum deles, mas por causa de um simples caminhão, que atravessará a frente deles e não conseguirão tempo suficiente de desviar para não colidir.
Ah, não esqueçam que o Clio que vocês estarão fazendo o passeio, possui direção hidráulica e qualquer movimento brusco pode ser fatal. E vocês também poderão sofrer um "acidente" que poderia ser evitado por vocês próprios.
Estou escrevendo esta carta, mais nem sei se perderão tempo em ler, pelo fato de estarem preocupados demais com a candidatura dos novos governantes do PT  "Partido dos Trambiqueiros". Mas, quem sabe um dos assessores leiam?
Por medo da incerteza não posso deixar de explodir minha revolta e indignação, sei que o jovem não retornará mais ao seio de sua família, nem fará seus amigos felizes com seu brilho no olhar e sua beleza de alma,  mas pelo menos, impedir que governantes como o Senhor Governador e a Senhora Prefeita,  enganem mais pessoas, isso eu posso fazer! 

Lílian Fernandes Soares de Souza

domingo, 24 de junho de 2012

Toda estrela um dia brilhará inevitavelmente


“A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda.” Confúcio.

Sem dúvida nenhuma, nossa maior vitória está em obter forças suficientes para levantar das quedas sofridas no meio do caminho e dar a volta por cima.
Para algumas pessoas esse ato se torna simples, não por que são diferentes das outras, mas por que carregam em si a imensa capacidade de superar as adversidades. Já para outras, a queda no meio do caminho, a tragédia instaurada é sinônimo de ponto final, de fim, entregam as armas da batalha, sem ao menos encararem a dureza da trincheira do dia a dia, levando-os a desistir da própria vida.
Na Igreja Messiânica Mundial do Brasil aprende-se que, quanto maior a purificação (sofrimento) maior a missão. Ou seja, quem muito sofre, cria forças para prosseguir e ajudar outras pessoas.
E isto resume muito bem a vida de uma pessoa que precisou não somente conhecer, mais vivenciar, experimentar, temer e enfrentar o lado escuro da vida, para que somente assim, pudesse conhecer a força que possuía para ajudar muitas pessoas. Esta pessoa chama-se João Guilherme Estrella.
Quem não conhece sua experiência de vida, basta digitar seu nome no Google ou assistir o filme baseado em sua trajetória, Meu nome não é Johnny.
João Guilherme, é a prova viva de que não basta cair e levantar, é necessário que se tenha força de espírito para seguir em frente, para que assim pudesse escrever outras páginas no livro de sua vida. Com certeza, João não se arrepende dos primeiros capítulos deste livro, nem tão pouco de seus rascunhos, que seus atos insanos registraram.
Sua maior vitória foi sair do vício e conservar sua sanidade mental, diante de tantas tragédias presenciadas. Conservar-se são ao lado de psicopatas, retrata o tamanho da missão que ainda estava por vir. Pois, quantas pessoas conseguem conservar a saúde mental intacta em um local inóspito como um Manicômio Judiciário?
Hoje ao palestrar e conceder entrevistas tenta abrir os olhos da sociedade do perigo real das drogas, tendo que conviver com seu algoz dia a dia.
João Guilherme concedeu gentilmente uma entrevista ao Bacharelando Direito, sem muitas exigências, por ter a simplicidade e o desapego como traço forte de sua personalidade.
Bacharelando Direito: O filme é baseado em fatos reais, no entanto, aqueles amigos que aparecem no filme, ainda hoje são seus amigos, ou você sabe, melhor do que ninguém a diferença de amigos leais e verdadeiros, daqueles que chamamos de "amigos de farra"?
João Estrella: Amigos de sempre continuam, amigos e os satélites se dispersam. A diferença é que os amigos daquela época se veem um pouco menos porque estão com família, filhos, etc...
Bacharelando Direito: Quando viu que havia corrupção dentro da própria polícia e aqueles policiais extorquindo seu dinheiro do tráfico, achou por um momento que se o sistema era corrupto daquele jeito, quem poderia julgá-lo o suficiente para dizer se estava certo ou errado?
João Estrella: Acho que se a lei na época era aquela e eu tinha que me submeter a ela, acabei sendo julgado por uma juíza justa e correta que me deu, com a medida de segurança, a oportunidade de poder decidir o rumo do meu destino, já que a medida de segurança te obriga a se recuperar em relação as drogas e também como indivíduo, não brigando e colaborando com o próximo.
Bacharelando Direito: Acha que a ausência dos pais, por excesso de trabalho, prejudica na formação de uma criança, um adolescente?
João Estrella: Completamente. É imprescindível a presença dos pais e acho que, tem que se conseguir uma solução em relação ao trabalho que supra essa necessidade. Pode até ser uma solução, um dos dois deixar o trabalho.
Bacharelando Direito: Sempre ouvimos que os pais devem conversar sobre drogas com seus filhos, você tem filhos? Conversa com eles sobre drogas e que o crime não compensa?
 João Estrella: Meu filho tem apenas 3 anos. Agora, no Brasil o crime compensa para vários seguimentos, como na política, por exemplo.
Bacharelando Direito: Em qual momento de sua vida surgiu a vontade de cursar Direito e conhecer de perto as leis?
João Estrella: Ainda preso, quando trabalhei no Setor de processos e li muito sobre o crime.
Bacharelando Direito: Qual o momento mais difícil da sua vida? Quando é preso, quando foi condenado, quando soube que sua família teve que vender o único imóvel para pagar sua defesa, ou quando viu sua mãe chorando ao descobrir que seu filho era o maior traficante do Rio de Janeiro?
João Estrella: Todos esses momentos fazem parte do mesmo ato, da mesma tragédia, que sem duvida foi o mais difícil da minha vida.
Bacharelando Direito: O que você sente hoje em dia quando vê as pessoas se afundando nas drogas? Afinal, você ainda está em um meio, que todos nós sabemos que a droga está presente, que é meio musical.
João Estrella: As drogas lícitas e ilícitas estão presentes e sempre estarão em todas as camadas sociais e em todas as áreas de atuação profissional. Não gosto de ver pessoas detonadas por drogas, incluindo o álcool e antidepressivos. Por isso procuro ajudar fazendo palestras e debates.
Bacharelando Direito: Em uma única frase defina: Quem é o João Guilherme Estrella hoje?
João Estrella: Um pai feliz, músico, empresário, produtor e palestrante.





Especial: Entre Olhares


Imagine-se comendo o trivial durante 365 dias,  chegar em casa na hora do almoço e ter sempre arroz, feijão e ovo frito pra comer. No início aceita, se resigna, mas o tempo vai passando e aquele prato sem muita novidade, sem mudança de tempero, vai se tornando um castigo ao paladar.
Foi pensando nisso, que foi criado o especial: Entre Olhares.
O especial Entre Olhares surge com um único objetivo: enxergar as pessoas que realmente estão preocupadas pela sociedade brasileira.
Talvez existam políticos que realmente se preocupe com seu povo, mas, não se pode acreditar cegamente em tudo que falam, em tudo que pensam, pois não existe nenhum que não pense em votos antes de falarem, ou concederem uma entrevista, no nosso caso, um entre olhares...
No entanto, quem será que realmente se importa com o que está acontecendo não somente no mundo, mas aqui mesmo, nas Terras Tupiniquins?
Conheço algumas pessoas que possuem ponto de vista bem interessante, mas que não possuem voz suficiente para proporcionarem uma mudança real no quadro sócio político do Brasil.
Mas, nem tudo está perdido, apesar de ser raro, ainda existem pessoas que estão lutando para serem ouvidas. São pessoas que possuem um histórico de vida repleto de lutas e batalhas. Pessoas que chegaram aonde chegarem, de forma heroica, ultrapassando momentos que para muitos seriam momentos de desistência.
Então, caros leitores e amigos. Deliciem-se com o especial: Entre Olhares. Com certeza irá terminar de ler, enxergando o que muitos não possuem coragem de enxergar.


terça-feira, 19 de junho de 2012

Rio+20 e Belo Monte: Paradoxo Insustentável




Rio de Janeiro 13 de Junho de 2012, inicia-se a Conferência das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável. Pra quem não sabe, este nome e esta data é a comemoração dos 20 anos de outra conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - Rio 92. 
O mais engraçado de tudo isso é saber qual o maior objetivo de uma Conferência mundial como essa. Que é tão somente: "RENOVAR COMPROMISSO POLÍTICO COM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, POR MEIO DA AVALIAÇÃO DO PROGRESSO..."
E as pessoas acham isso bonito? Acham que os governantes estão realmente preocupados em fazer alguma coisa pelo mundo? Nesses 20 anos o que fizeram para modificar, preservar o meio ambiente? Muitos não devem se lembrar, mas quem se interessar em conhecer  Serven Cullis - Suzuki de 12 anos, que naquela época fazia parte de um grupo de crianças canadenses que somente se preocupavam em fazer sua parte e precisavam falar aos adultos que mudassem seu modo de agir. A menina deixa claro em seus breves 6 minutos que seu maior objetivo era lutar pelo seu futuro.A garota, hoje, mulher, sentiu a mesma necessidade de retornar a Conferência das Nações Unidas, para continuar sua luta ativista, no entanto, alega que as coisas estão muito piores e que poucas coisas foram feitas, para não dizer, nenhuma. A atitude desta moça é muito nobre, muito bonito de se ver e até mesmo contagioso, dá vontade de sair por aí conscientizando as pessoas a se preocuparem com o dia de amanhã. Com certeza, o problema não é somente político é social. Como se a população mundial, vamos trabalhar em cima da sociedade brasileira, ao longo do tempo tornou-se apática e afônica. O povo brasileiro de alguma forma calou-se a frase: " Sou brasileiro, não desisto nunca" na realidade não passa de uma frase vazia e banal. O povo brasileiro em sua grande maioria desistiu sim! Pelo menos é o que observa-se na crítica que fazem aos grevistas, sejam eles policiais, professores, estudantes. Sempre tem alguém que vira o rosto e diz que aqueles trabalhadores não tem o que fazer. Mas claro, se não pararem e não reivindicarem o melhor para eles quem irá fazer? Os grandes empresários? Os magnatas bancários? 
Mas, por que a sociedade não se mobiliza em salvar Belo Monte e a população indigena? Por que a senhora presidente ao invés de estar lá no púpito falando sobre sustentabilidade não acaba com este drama amazônico? 
Alguém consegue enxergar onde está a situação paradoxal que estamos atravessando? 
Falar de sustentabilidade, de meio ambiente, em um país que está acabando com uma das artérias globais do coração ecológico do mundo, para construir uma usina hidrelétrica? Alguém consegue ver a sustentabilidade nesta ação?
Por que os governantes brasileiros não convidam os participantes desta conferência para conhecerem Belo Monte e tudo que irão fazer para acabar naquelas terras? Por que não mostram o que está por trás da PAC, (Programa de Aceleração do Crescimento)? Ou seja, o impacto socioambiental que trará ao Brasil, não hoje, mais quem sabe daqui há mais 20 anos, no Rio+40. Quando tudo continuará se repetindo e piorando.
Por isso, não consigo conceber a ideia de que uma Conferência deste porte esteja realmente preocupada com sustentabilidade e meio ambiente. Pois se estivesse realmente, não estaria sendo sediada na "cidade maravilhosa" e sim, no seio amazônico que clama por socorro.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Lavar Brasília com águas de Cachoeira?


E brasileiro tem memória política? Desde quando? Então vamos lá, fazer uma viagem para o ano de 2004, quando, vazou um vídeo de Carlinhos Cachoeira negociando propina com Valdomiro Diniz. E quem, será o Valdomiro Diniz, no jogo do bicho? Do bicho não se sabe, qual bicho ele seria, mas antes da sua prisão era o ex presidente da Loteria no Estado do Rio de Janeiro. Tudo fica mais claro, quando se fala em jogos no Brasil? Daí podemos associar, que tudo no Brasil não passa de um jogo de interesse.
Assim fica  fácil assimilar, Carlinhos Cachoeira, Waldomiro Diniz, Lula, José Dirceu, Demóstenes Torres, Stepan Nercessian.... - Até ator de novela ganhando seu tostão nisso tudo. Mas, ao menos essa novela não tem audiência do grande público, pois os brasileiros agora só querem saber da história das Marias ou melhor, das empreguetes. No fundo o brasileiro gosta de cultivar a cegueira política. Gosta mesmo é de ser iludido, pelos magnatas da corrupção. Quem consegue explicar o que realmente está por trás disso tudo, se não possuem raciocínio político e nem memória crítica para tal?
Claro, que para se escrever, ou se falar sobre isto é necessário ter uma memória de elefante para saber que o que está acontecendo ainda não é nem o início do que deveria acontecer. Se algumas pessoas acham que isso é uma tremenda sujeirada é por que ainda não imaginam que para lavar Brasilia água de Cachoeira não é o suficiente. Só um tsunami poderia livrar o Brasil do esgoto de Brasilia. Só perceber quantos partidos políticos estavam medidos com o poderoso chefão do Distrito Federal. Em 2004, queriam sujar o governo Lula, queriam acusar o PT por usar dinheiro de propina para fazer campanha eleitoral de alguns candidatos. Mas, agora percebe-se que não somente o PT estava metido nisto. Outros tantos partidos, até os da oposição, como no caso do PSDB, pois um de seus vereadores, Wladimir Garcez, foi apontado como o braço direito de Carlinhos.
Isso tudo só nos faz chegar a uma das tantas conclusões: No Brasil, não existe esse negócio de oposição, pois na hora de pedir propina, todos estão do mesmo lado.
Se pararem para fazer as contas de quantos mil foi arrumado para fazer as campanhas eleitorais, iriam concordar, que o Governo do Brasil na sua grande maioria foi patrocinado pelo jogo do bicho. E depois dizem que o jogo do bicho uma contravenção penal, sendo assim, os contraventores seriam somente aqueles que vivem desta prática, ou também, aqueles que se beneficiam da mesma? Se for assim, não cabe apenas julgar o bicheiro. Pois o decoro parlamentar, a postura necessária para gerir um Estado que se diz de Direito e Soberano, deve estar acima de qualquer suspeita, mesmo que isso seja o sonho do mais utópico dos romancistas da literatura brasileira. Mas, não esqueçamos que a CPMI já está instaurada. Agora é aguardar, pois com certeza, muitas águas ainda irão rolar.


quarta-feira, 6 de junho de 2012

Pintando a cara de quê e para quê?

Pensando um pouco sobre as ações do Movimento Estudantil no Brasil do século passado, fica fácil notar que neste século ainda não ouvimos falar sobre os jovens lutando pelo bem social e coletivo, estudantes indo para rua exigindo realmente uma mudança política, carregando a Constituição consigo. 
Realmente não se fazem mais jovens como antigamente. Hoje em dia a palavra política tornou-se sinônimo de corrupção e as frases: Ah, o Brasil não tem mais jeito! Me envergonho de ser brasileiro! Tornaram-se jargões dos jovens hoje em dia que só se preocupam com o que está acontecendo nas redes sociais, em compartilhar uma coisa ou outra que  está na moda, se preocupam com as músicas sem letra que ouvem, se atualizam dentro de uma sociedade completamente despida de valores, encaram uma Marcha da Maconha mais importante do que uma marcha contra corrupção.
É preocupante a realidade da juventude brasileira. Os estudantes saíram das ruas! Aonde estão os caras pintadas que hoje são chefes de família para passarem a sede de justiça de outrora aos seus filhos? Aposto que são justamente os pais omissos de hoje em dia que pensam que almoçar em família é ultrapassado e que não é importante na formação dos seus filhos. São os ex caras pintadas que colocam internet em casa e acham absolutamente seu filho, ou sua filha de 13 anos passar horas e horas numa internet fútil e manipuladora. Ou colocam uma televisão "fechada" e deixam que assistam seriados enlatados americanos de jovens adolescentes que a única preocupação não é com estudo e sim com sexo, sexo, sexo.
Será que valeu à pena lutar para tirar um presidente, ou melhor, dois presidentes, lembrando que os estudantes também tiveram à frente do Movimento Diretas Já! E parar por aí? E depois falavam que a preocupação deles era pensando nas gerações futuras? Pois está aí, nas esquinas a geração futura dos filhos deles, que não possuem histórico políticos por que os pais, ex caras pintadas não estão preocupados o suficiente em trazer os filhos para realidade, resgatar a estória do país é fundamental! Quer dizer que assim como a guerrilha do Araguaia, o movimento estudantil se perdeu no tempo, justamente por que os jovens daquela época não educaram como deveriam os jovens de hoje?
Que tal já que pintaram a cara de verde amarelo em outra época, não voltarem a colocar um nariz de palhaço? Adultos hipócritas que não sabem educar seus filhos para que sejam capazes de lutar pelo país!
Tanta coisa acontecendo no cenário político e a juventude continua omissa a tudo isso. Enquanto não tirarem a internet, os seus Iphones e suas roupas de emos está tudo bem! 
Ou, os pais e as mães abrem seus olhos e se livram dessa amarras sociais e profissionais que encheram-nos de trabalho e compromissos e voltam a sentar com seus filhos, mostrando a realidade do país. Ou terão que comprar nanquim e se vestirem de pierrot e colombina, pois de caras pintadas mesmo, só se for no baile de carnaval!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Gosto: Cada um tem o seu!

Estava há dias pensando qual seria o assunto desta minha publicação. Juro que vieram uns dez temas para serem discutidos aqui, quero dizer, desabafado e analisado. Dentre vários assuntos, talvez o de hoje seja o mais polêmico e complicado de tecer algo sem ferir o sentimento de alguns.
Todos possuem direito de amar? Correto? Sim, até aí correto. E qual a dificuldade de heterossexuais e homossexuais viverem em paz? Por que o que vemos hoje em dia é a homossexualidade sendo imposta aos padrões sociais. E onde está o direto de opinião? De gostar ou não gostar do comportamento dos "gays"?
Sempre respeitei a opção sexual de cada um, sempre achei que existe várias formas de expressar o amor, sendo ela errada ou não. Conheço muitos amigos que fazem parte do GLBT  e me dou bem com todos, porém, quantos e quantos me perseguem e querem me fazer aceitar o comportamento deles à força? Não respeitar a opinião também poderia ser caracterizado como crime, pois está previsto na CF88.
O que deve ser rechaçado não são aqueles que não aceitam e que não encaram com bons olhos, mais aqueles que partem para agressão física e para o homicídio, esses sim, devem sofrer penalidades, como quaisquer criminoso.
Mas, que crime há em não aceitar que kit's educativos com teor homossexual circule nas escolas municipais, estaduais, particulares? Será que a maior e mais antiga instituição, que é a família, não tem mais direito de escolher o que se deve ou não ensinar às suas crianças?
O problema em questão não é o tipo de amor, mais a falta de valores. Como hetero que sou, também me envergonho de alguns comportamentos exarcebados de demonstração de afeto. Acho que o amor de uma certa forma, sem generalizar, está sendo banalizado. Amemos, porém, no sentido mais amplo da palavra. RESPEITANDO A OPINIÃO de outrem.
Respeitando que as pessoas podem sim, não aceitar presenciar numa tarde de domingo no shopping, um beijo lésbico.Não do jeito que querem que aceitem, na força, no fórceps. A idéia de aceitação surge mais fácil quando não é imposto, quando vem através de doses homeopáticas.
Chego a pensar que o que estamos passando é um estupro social. Crianças já podem ser adotadas por casais homoafetivos, uniões já podem ser feitas. Enquanto a isso tudo bem. Mas, beijos e amassos ao ar livre não é aceitava para ambos os casos.
Mas, o que querem fazer é criminalizar a opinião social.
Não gosto, não quero e por isso sou criminoso?
Perderam a noção de tudo que pode ser considerado crime? Se o direito de amar está ferido, que dirá o direito de opinar!
Homofóbico não é aquele que não aceita. É aquele que além de não aceitar, agride e mata!
Lembrando que: é LIVRE a manifestação de pensamento, assim como, é INVIOLÁVEL a liberdade de consciência dispostos no art. 5º da Magna Carta.
Por isso, antes de apontar um dedo e taxar quaisquer pessoa de criminosa, reflita sobre quem cometeu o crime primeiro!


terça-feira, 15 de maio de 2012

Por favor, enterrem nossos mortos e não a nossa história

Algum jovem pode responder uma pergunta? Qual o acontecimento histórico dos últimos 35 anos mais importantes na história do Brasil? Enganam-se os que falam que foi a vitória do Brasil na Copa de 1970, sagrando-se tricampeão mundial. Não é de se espantar, que muitos jovens até hoje encontram-se submersos na ignorância política e histórica do Brasil. Realmente, o Brasil, ou melhor o Estado brasileiro, não possui interesse em trazer à tona tudo o que ocorreu no início dos anos 70. Este não é o tipo de assunto que os adolescentes estudam no ensino médio.
Para conhecimento e resgate de alguns jovens do lodo do esquecimento, a  guerrilha do Araguaia planejada desde 1966, colocada em prática em 1970 e descoberta e divulgada pelas Forças Armadas em 1972, foi o acontecimento histórico mais injusto e mais obscuro da história não somente do Brasil, mas da própria Força Armada, mais precisamente, do Exército Brasileiro. Guerrilha conhecida como: "Batalha dos 100 contra 20 mil". A divulgação maior para população do Pará foi intitulado como "União pela Liberdade e pelo Direito do Povo" No entanto, a necessidade dos jovens comunistas da época em se enquadrar no perfil socialista mundial, fez com que a divulgação fosse feita em cima do jargão: " Igualdade pelos Direitos do Povo".
Uma igualdade que muitos guerrilheiros não tiveram a chance de conhecer. Lutaram contra os algozes, os assassinos dos direitos fundamentais da sociedade brasileira. Não somente lutaram, mais morreram pela liberdade e pela revolução. Alguns nem sequer tiveram a chance de serem enterrados devidamente. Seus restos mortais, até hoje continuam uma incógnita aos familiares. Qual interesse em ocultá-los? Quem disse, que os mateiros da época que agiam sob forte ameça bélica não sabem onde encontrar o corpo de Jaime e Lúcio Petit da Silva? E tantos outros, que simplesmente sumiram do convívio dos seus familiares e tiveram seus sonhos sequestrados e chacinados pelos então, poderosos do governo brasileiro.
O Brasil foi condenado por uma sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA por reparação a família dos mortos da Guerrilha. Isso em 2010. Em 14 de Dezembro de 2012, completasse 2 anos de condenação e nada foi feito! Entre as determinações da OEA está a investigação, a punição dos responsáveis pela tortura, homicídios, desaparecimentos forçados e identificação e entrega dos restos mortais dos desaparecidos aos familiares.
Vale ressaltar que até hoje ninguém se mobilizou realmente a cumprir esta sentença de condenação, nem a própria presidente Dilma, que sofreu na pele torturas desumanas e cometeu crimes políticos se compadeceu das famílias, que poderia então, ser a sua! Afinal, para os jovens que não sabem, a presidente da república cometeu assaltos e sequestros e foi anistiada, ou seja, não foi julgada pelos crimes cometidos. E agora, está à frente do Brasil, e que deve explicação à sociedade brasileira.
O Exército mediu esforços para procurar os restos mortais dos guerrilheiros desaparecidos, mas como irão achar, se foram eles que ocultaram os corpos? Uma ação no mínimo paradoxal enfrentada pelos comandantes e pelos políticos que ainda estão ativos no cenário obscuro do Congresso Nacional.
Se o Brasil não se preocupa com a condenação da corte da OEA, imaginem a sociedade imatura? A sociedade dos jovens, que só querem fazer a Marcha da Maconha. Realmente, não se "fazem" mais jovens como antigamente.
Enquanto isso, o cemitério de Xambióa continua silencioso e seus mortos, só pedem para serem enterrados como cidadãos que lutaram pelo bem estar nacional.
Termino esta publicação lembrando da frase da camisa da irmã de Jaime e Lúcio, Laura Petit: "A ÚNICA LUTA QUE SE PERDE É A QUE SE ABANDONA".
 Luta essa que a então presidente abandonou quando conseguiu se eleger. Mas, não esqueçamos: Dilma, poderia ser você!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Anencéfalos e o Direito à Vida


Era uma vez, uma Constituição da República Federativa do Brasil promulgada em 1988...
"Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade,à segurança e à propriedade..."

Hoje percebo que estudo uma coisa que jamais poderei colocar em prática. Até onde tudo isso é válido?
Tão poético ler o caput do art.5º. Todos são iguais perante a lei? São? Quer dizer que por sermos iguais perante a lei, criaram as cotas para negros nas IES? E depois dizem que o racismo é crime? E ninguém lhes disse que são os primeiros a cometerem este crime? Afinal, acham que os afrodescendentes não possuem capacidade suficiente para concorrer a uma vaga de igual pra igual com os "brancos" (se é que no Brasil, pode-se dizer que tenha a raça branca e pura) 
Enquanto a garantia da inviolabilidade à vida? São tão profundas essas palavras. Será que sabem o real significado delas? Garantia nada mais é que uma segurança oferecida a alguém ou alguma coisa. Temos garantias de quê? E os fetos anencéfalos tem garantia de quê? De serem arrancados do ventre de uma mãe que não quer ser responsável em dar a luz, para um ser que para ela, é uma aberração da natureza? Qual garantia esses pequenos indefesos terão, garantia de serem descartados como lixo? E o Estado, a bela Constituição, deixará isso acontecer? Então, se a realidade não está descrita em suas linhas, por que não convocam uma outra Assembléia Nacional Constituinte originária e não revisora, para deixarem descrito os reais interesses do Estado? 
São tantas indagações, tantos momentos de desilusão, de conflitos internos e pior, sei que ninguém terá a capacidade sincera de responder-me tudo isso. Não creio que tudo irá melhorar. Só creio sinceramente que este circo, a população na arquibancada ainda irá bater palma para os palhaços que dirigem este espetáculo.
Era uma vez uma linda história que mais parecia um romance, os leitores até chegaram a acreditar que pudesse ser tudo a mais pura realidade. Mas, perceberam que este romance não passa de uma pura ficção científica.
O direito à vida será que existe ou sempre existiu? Será que o Estado ser laico ajuda-nos em alguma coisa? Será que um Deus em comum não evitaria tantas atrocidades? Afinal, religião é a principal fonte de proteção ao sopro que todos recebemos ao sermos gerados. Sopro de amor, de vida e de esperança.

sábado, 21 de abril de 2012

A vida ensina


Lembro de minha infância, repleta de brincadeiras e de travessuras, muitas vezes passava dos limites como qualquer outra criança. Ou então, quando estava dando trabalho pra comer. Lembro do meu pai lembrando que caso eu não comesse o que tinha na hora do almoço tinha uma chinela me esperando. Não preciso dizer que não só comia, como engolia o que tinha no prato.
As crianças da minha geração cresceram com esse tipo de punição, eram raras aquelas que apenas com um castigo tomavam jeito. Fazia-se necessário uma palmada corretiva. E pergunto: Quantos adultos hoje em dia cresceram revoltados com seus pais por conta disso? Sinceramente? Não conheço nenhum.
E hoje, os adultos que apanhavam quando crianças, são adultos que conhecem o verdadeiro significado do respeito pelos pais e pelos mais velhos. Ao contrário do que se vê hoje em dia.
Onde está escrito que a palmada é uma agressão física e não uma forma de correção? Será preferível deixar que as crianças apanhem da vida? Ah, por que esta bate forte e não tem lei que a impeça disso! As crianças que se tornarão os adultos de amanhã, não conhecerão o significado engrandecedor da palavra respeito e por conta disso não estarão prontos suficientes para encarar as dificuldades que inevitavelmente irão enfrentar. Assim como também, não saberão até onde podem ir. Não saberão o significado essencial da palavra limite. 
Acredito cegamente que deve sim existir uma lei severa para aqueles pais que agridem com a única finalidade de machucar e maltratar. Aqueles que não fazem por amor e sim, por covardia. Aqueles que não querem prevenir antes de remediar, mas sim, que querem descontar seus estresses, frustrações e seus momentos de ira nos menores indefesos. Realmente, para esses desequilibrados que se vestem de pais, o mais sensato que deve haver é o vigor de uma lei tão dura, tão pesada quanto as suas agressões.
Porém, ao meu ver, faz-se necessário uma reformulação deste projeto de lei nas Casas Legislativas.Pois, os pais que devem ser punidos, não são aqueles que o fazem por correção, e sim, aqueles que fazem pela limpa e crua, agressão. Seria conveniente esta reformulação antes de ser aprovado no Senado.
Só para exemplificar esta falta de limites, um filho que faz uma coisa errada e que o pai insinua que irá bater, adverte-o e diz que irá chamar a polícia? Como assim? Houve uma troca de papéis aí? Ouve, sem dúvida nenhuma! Pois, quem adverte quem?
Hoje os filhos são grandes tiranos. Não aceitam serem contrariados. E estão cada vez menos preparados para encarar uma vida difícil, onde realmente somente os fortes conseguem encará-las de frente e dentro daquilo que se espera.
A Lei da Palmada surge para tirar as forças daqueles que estão dispostos a mostrar um caminho menos doloroso. E despreparar aqueles que seriam o futuro do nosso país. Mais uma vez, percebemos que o Estado democrático de direito, pretende subjugar seu povo. Marginalizando aqueles que poderiam fazer diferente. Mas diferente pra quê, se igual já está funcionando? Se os mártires já irão sofrer não sentenciados com a morte propriamente dita. Mas, com a morte da sua verdadeira capacidade de reagir aos seus verdadeiros algozes.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Reforma Penitenciária ou Reforma Humana?



Há muito tempo se fala numa reforma que transforme os presídios brasileiros. A super lotação, a péssima administração, a falta de infra estrutura com certeza deve ser revista e minuciosamente estudada pelas autoridades.
Muitos afirmam que o Direito não é uma forma de punição, mas uma forma "eficaz" de prevenção da conduta humana. Mas, quem concorda que quem está numa "jaula" sem ver a luz do sol já está sendo punido e entregue a sua própria sorte? 
Mas também, quem vive enjaulado? Os homens? Quem disse que somos humanos suficientes para não merecermos estas "jaulas"?
Como querem educar o ser humano, se este desconhece o real conceito de educação?
Concordo que diante da precariedade do sistema carcerário brasileiro fica humanamente impossível resgatar o pouco de humanidade que ainda resta àquelas pessoas. Salvo aquelas que ainda possuem-na.
Mas, antes de mais nada, não seria melhor reformar o indivíduo, a pessoa humana? A palavra correta não seria reformar, e sim transformar! 
A mudança seria benéfica em alguns aspectos, mas em outros, sabe-se que o Estado não possui caráter divino. Tem pessoas realmente cruéis, que não irão se conscientizar deste processo transformador e que são inimigas da sociedade realmente. Os psicopatas, os facínoras, os homicidas de alta periculosidade se equiparam, infelizmente, aos animais, necessitando ficarem enjaulados.  Pois não acredito que saibam reconhecer as melhorias.
No entanto, a realidade em questão necessita sim, que não somente as autoridades, mas a sociedade, voltem seus olhos para este sistema falido de reforma. 
Trabalhar em cima da reforma presidiária e humana não irá ser eficaz o suficiente. Pois a eficácia está tão somente na transformação.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Lei da Copa ou Lei do Copo?


"Eu bebo sim!
Eu tô vivendo
Tem gente que não bebe
E tá morrendo
Eu bebo sim!
Eu tô vivendo
Tem gente que não bebe
E tá morrendo
Tem gente que já tá com o pé na cova
Não bebeu e isso prova
Que a bebida não faz mal
Uma pro santo,bota o choro,a saidera
Desce toda a prateleira
Diz que a vida tá legal
Eu bebo sim!
Eu bebo sim eu tô vivendo
Tem gente q não bebe
E tá morrendo
Eu bebo sim!
Eu tô vivendo
Tem gente que não bebe e tá morrendo
Tem gente q detesta um pileque
Diz que é coisa de moleque
Cafajeste ou coisa assim
Mas essa gente quando tá com a cara cheia
Vira chave de cadeia
Esvazia o botequim
Eu bebo sim!
Eu bebo sim eu tô vivendo
Tem gente que não bebe e tá morrendo
Eu bebo sim!
Eu tô vivendo
Tem gente que não bebe e tá morrendo
Bebida!
Não faz mal a ninguém
Água faz mal a saúde"
Talvez os parlamentares que votaram a favor da Lei da Copa tenham essa música de Elizeth Cardoso um hino! Por que seria diferente? Afinal, dizem que o Brasil é o país do futebol. Quem achou realmente que iriam deixar de vender bebida alcoólica nos jogos do mundial? Derrubaram o Estatuto do Torcedor? Ah, agora sim os jogos serão seguros. Não haverá mais anarquias, arruaças, arrastões, brigas, mortes. Pois, estarão triplamente embriagados e supostamente exaltados. Afinal, antes por conta do Estatuto do Torcedor a bebida era proibida. E dizem que: "Tudo que é proibido é mais gostoso". Realmente com a bebida livre para comercialização, todos os problemas serão solucionados,. pois os brasileiros sabem beber com moderação. Afinal o número de mortes causado por motoristas embriagados em 2011 superou mais da metade das 37.500 . Sem contar que, cada 100 vítimas que chegam aos IMLs para estudo cadavérico 95 têm álcool no sangue. Claro que os políticos devem ter feito um estudo minucioso sobre essas estatísticas. Ah, se tudo fosse diferente!
Difícil é acreditar que tudo ocorreu tão rápido, ao contrário da votação sobre o Código Florestal. Mas, quem está dando a real atenção para tudo isso? Quem quer saber se a Copa está chegando e o circo dos horrores será montado bem nos nossos narizes? O mais engraçado é ver que as mesmas pessoas que fazem campanha para a não construção de Belo Monte, são as mesmas que irão comprar os ingressos para assistirem aos jogos. Quanto falso moralismo.
Ninguém sabe se a presidente Dilma irá sancionar a lei. Mas, existe 90% de possibilidade que será.
O circo montado, palhaços no picadeiro e o espetáculo consiste em ver 11 homens correndo atrás de uma bola.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Indicações para estudos para tribunais

                                    


Meus amigos,

Tendo recebido vários e-mails questionando os livros e material de pesquisa, venho escrever a todos.

Quanto ao material a primeira coisa que deve ser observada é a organizadora da prova que será feita. Como os concursos dos TRT's vem sendo feito, em sua maioria pela FCC, fica mais padronizado o estudo.

1º - livros de doutrina: Para quem quer fazer ua pesquisa mais completa por estar estudando para vários concursos na área trabalhista, o livro que recomendo é o Maurício Godinho Delgado. É um livro muito completo, fala sobre toda temática, mas é muito extenso para um estudo rápido, ou seja, demora pelo menos 6 meses para estudá-lo. Outros muito bons: Amauri Mascaro Nascimento; Renato Saraiva. A Editora Impetus tem uma boa coleção para concurso.

2º - livros de resumo: Para quem está focado em um concurso mais próximo e para carreiras como técnico e analista, os livros de resumos são muito bons, porém, curtos, ou seja, não contemplam toda matéria. Livros com questões ajudam na relação das respostas e a Lei, o que é muito importante. A Editora método tem uma série muito boa. A coleção preparatório para concursos públicos da Saraiva é muito completa, porém nova, então deve ser olhada primeiro. Mas já digo, a da saraiva eu estou gostando muito. Mas lembre-se, sempre deve ser relacionado o assunto com a Lei para ter algum aproveitamento.

3º - livros para concursos: Cuidado com livros voltados para um único concurso, se a organizadora mudar, o livro quase não te ajudará. Para quem está começando a série de estudo para a prova da OAB ajuda o aluno de maneira bem didática a começar seus estudos. Uma coleção que gosto é a Coleção OAB nacional da Saraiva, boa e com boas dicas de prova.

4º - sites: Um site que ajuda bastante é o Questões de concursos. Tem questões para serem resolvidas, apontando os erros de marcação. Ainda, o melhor, tem um forum, onde vc pode discutir e aprofundar o estudo da matéria. Este site ajuda o candidato a entender a sua organizadora e permite um estudo focado, pois permite pesquisa pelo cargo, entidade, organizadora e assunto dentro da matéria.

Os livros que eu tenho e não largo:

Direito do Trabalho - Maurício Godinho;

Processo do Trabalho - Carlos Henrique Bezerra, Leone Pereira, Mauro Schiavi;

Processo Civil - Curso didático de Processo Civil do Elpídio Donizetti;

Sentenças Trabalhistas - João Alves de Almeida Neto.


Não esqueça, estudar processo do trabalho sem saber processo civil é muito complicado. Assim, sempre que for estudar o processo do trabalho o livro de processo civil deve estar por perto para auxiliar a absorção da matéria.

Por fim, estudamos até passar e não para passar!!

Força e garra, o sucesso vem com 95% de suor e 5% de talento!!!!!


sábado, 25 de fevereiro de 2012

Análise - Zeidgeist Addendum - Fim



"Cedo ou tarde você vai perceber como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho." 

Quantos acordos foram firmados, desde Roma Antiga? Quantas obrigações foram cumpridas? Cumpra, se não cumprir, morra! Quantas pessoas vivem até hoje neste jogo de esconde-esconde com as obrigações sociais, jurídicas e financeiras? Pois até hoje não entendem que trabalham não para viver bem, mas para se endividarem e viverem dos empréstimos bancários. De acordo com o vídeo intitulado ZEITGEIST – Addendum de 2008, as pessoas trabalham para os bancos, ou melhor, trabalham para fortalecer o domínio de um império
Os manipuladores sociais e econômicos são os que realmente governam um país independente daqueles que o povo vota. Pois, candidatos do povo são facilmente eliminados pelos assassinos econômicos, que foram os responsáveis pela criação do Império Econômico de fato. O alvo principal era os recursos naturais de um país “subdesenvolvido” Que induzem este país à contrair uma dívida majestosa, para que o dinheiro fique concentrado em corporações e alguns ricos do país. A população não vê a cor do dinheiro, só sabe que o caminho é trabalhar. Muitas vezes governantes de países alvos dos assassinos econômicos, se preocupam realmente com o bem estar social. Mas, isso não era o que os “grandes” manipuladores esperavam. Ajudar o povo? Dar educação, oportunidade de adquirem conhecimento? Claro que não! Contratos, pactos são feitos e junto com eles cláusulas bem específicas de domínio e subjugação. Faça contrato, empréstimos, mas não esqueça os deveres e obrigações que devem ser cumpridos. Pedindo dinheiro ao FMI e depois não ter condição de saldá-lo é a conseqüência mais fácil de presenciar. Após isso, continue votando a favor do país que encabeça o Império Capitalista na cúpula da ONU ou então, vendam seus recursos mais preciosos para alguma corporação americana a preço de banana.
Hoje em dia tudo se tornou mais fácil e rápido por conta da Mídia. Uma das grandes manipuladoras dos tempos modernos.
Dizem que estão do lado do povo, mas na realidade estão do lado das grandes empresas, dos grandes “lobbies” políticos, feitos para influenciar a população sem educação e que sonha com o final feliz da novela das 21 horas. Pessoas são pagas pelos inimigos sociais para aparecerem na mídia e irem contra o governo de seu próprio país. Exemplo disso foi o golpe que o presidente da Venezuela Hugo Chavez sofreu no ano 2002. Mais uma vez a mídia aparece forte. Afinal, se uma quantidade relativa de pessoas determina que uma coisa não seja benéfica para as demais os veículos de comunicação generalizam e fazem que as pessoas acreditem que uma grande maioria pensa do mesmo jeito. Pura enganação. Mas Hugo Chavez foi inteligente na sua carreira política. O golpe não tomou o vulto esperado pelo fato de que a população estava inteiramente ao lado de Chávez. Dentro essa consideração sobre a mídia e sua influência sob a vida das pessoas o Ministro de Comunicação da Venezuela, Andrés Izarra afirma em entrevista que: "Fora da Venezuela há uma operação midiática muito grande" contra o governo do país e disse que "assessores" da oposição dedicados a lançar rumores "está há semanas, meses inventando todo tipo de coisas sobre Chávez". "Parte dessa operação procura desacreditar ou abalar à confiança, a fé, a lealdade que o presidente Chávez tem com seu povo". Ou seja, os “grandes” donos da economia mundial, ainda não desistiram de fazê-lo renunciar. E seus opositores incitam a insegurança nacional.
A Mídia assim como a Internet e a Globalização só vieram se aliar às novas máscaras de domínio. Tais máscaras que são utilizadas desde o Renascimento. Afinal, como escreveu Maquiavel: “Os fins justificam os meios”. Não importa o que deve ser feito para continuar no poder. O Absolutismo Econômico persiste ao longo dos tempos.
O domínio, a escravidão é tão grande, por todos os lados existem assassinos, inimigos não somente dos governantes que não aceitam serem subornados, mas também do povo, dos assalariados, dos pais de família. Se trabalham desejam obter uma boa qualidade de vida, necessitam comer, mesmo essa comida sendo a obra prima de Industrias Alimentícias que só distribuem uma comida pobre e carente de vitaminas e nutrientes. Pessoas trabalham para garantir o alimento da família, mas o que compram não passa de uma folha de alface plastificada e cheia de veneno. Enquanto compram, mas as prateleiras se enchem de produtos adulterados e falsificados. O agrotóxico cada vez mais presente na vida dos consumidores. Para quê? Para que eles enriqueçam outra grande Indústria americana. A Farmacêutica. Antigos dizem que as pessoas são aquilo que comem. Então quem come veneno, necessita de quê? Antídoto! Ou seja, remédios. Quanto mais doente as pessoas ficam, mais remédios e mais venenos irão ingerir.
As pessoas continuam presas na Caverna de Platão. Presas na Matrix, onde o Arquiteto não faz jus ao termo no singular, pois deve ser no plural, Arquitetos da vida humana. Que aniquila todo ser humano que esteja disposto a sair e voltar para contar o que realmente condiz com a verdade.
A realidade que o Capitalismo caiu assim como o Socialismo é notória. O grande Império Americano está falindo a cada dia. Depois de anos no poder, por trás de suas corporações e indústrias. A quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque de 1929 está se repetindo se é que já não se repetiu e a mídia não divulgou. Estamos vivendo em um período entre guerras, somente os mais ignorantes e manipuláveis não enxergam.
Diante disso tudo uma pergunta não quer calar: Como o Brasil conseguiu pagar toda a sua dívida junto ao FMI e ainda emprestar dinheiro? Como o presidente Luis Inácio teve a segurança necessária ao falar que o Brasil não iria sentir a crise de 2008, que não passaria de uma “marolinha”. Qual contrato, qual pacto firmado para essa “marolinha” acontecer? Quem dúvida que Belo Monte foi uma das cláusulas para tal? Que o governo não negociou junto aos credores aquela parte da Amazônia? Afinal, há quantos anos não se previa a venda da Amazônia para os estrangeiros? E como o Brasil conseguiu superar o Reino Unido no ranking econômico mundial? Lembrando que nas décadas passadas estava entre os países subdesenvolvidos. Talvez os economistas, sociólogos e cientistas políticos possam esclarecer esta questão. Basta o a nação brasileira se interessar um pouco mais com a realidade que vive.
O Projeto Vênus é mais um que chega para tentar acordar todos os que estão dormindo. Um de seus objetivos é fazer uma chamada de consciência na população referente às riquezas naturais. Todos são donos e não uma minoria que está no ranking da revista Forbes.Não é uma forma de Renascimento, de Revolução Francesa. É o despertar mais esperado de todos os tempos. É vislumbrar finalmente a claridade solar, abandonando a escuridão da caverna milenar. Abrir mão da ignorância e abraçar o conhecimento. Abandonar a mídia precária de informações límpidas e as novelas que engessam a razão dos inocentes, que param na frente de uma TV para descobrirem quem matou quem. E dizer sim, aos livros e todo assunto que engrandece o ser humano.
O mundo ideal com certeza existe, mas cabe a humanidade saber procurá-lo dentro do mais recôndido espaço do subcosciente social e pessoal e estar disposto a transformar a história humana, sem um mártir para tal, mas vários mártires, vários idealistas e vários trabalhadores de carne e osso loucos para se libertarem dos grilhões das dívidas monetárias.